Notícias

Tocantins supera meta de acompanhamento do Programa Bolsa Família na Saúde

14/02/2020 - Fernanda Veloso/Governo do Tocantins

O Tocantins superou a meta nacional de cobertura no acompanhamento dos beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF) no setor Saúde. A média nacional de acompanhamento foi de 79,71%, enquanto o Estado atingiu 86,73% dos beneficiários do PBF, ou seja, quase 90% dos beneficiários tiveram acesso aos serviços de saúde fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que é uma condicionante para o recebimento do benefício.

O Programa Bolsa Família é um programa federal que é realizado por meio de auxílio financeiro vinculado ao cumprimento de compromissos nas áreas de Saúde, Educação e Assistência Social. Nesse sentido, o acompanhamento dos beneficiários é realizado pelas secretarias municipais de Saúde, ficando sob a responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde realizar as articulações com os gestores das políticas setoriais específicas para que sejam realizados semestralmente a coleta e o registro das condicionalidades previstas no Programa.

Segundo a nutricionista da Área Técnica de Alimentação e Nutrição da Secretaria de Estado da Saúde, Terezinha Franco, a meta de acompanhamento para 2019 era de 76% de beneficiários em todo o Tocantins, porém a meta foi ultrapassada e o alcance foi de 86,37%.

“Em relação à média nacional, que foi de 79,71%, o Tocantins ficou com uma cobertura bem acima. Agradecemos pelo empenho dos 139 municípios que não mediram esforços para que o Estado do Tocantins tivesse esse excelente desempenho no acompanhamento das condicionalidades do PBF na saúde”, afirmou a nutricionista.  

Programa Bolsa Família no SUS

A agenda de saúde do Programa Bolsa Família no Sistema Único de Saúde (SUS) compreende a oferta de serviços para a realização do pré-natal pelas gestantes, o acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento infantil e a imunização das crianças menores de sete anos.

Assim, as beneficiárias mulheres, com idade entre 14 e 44 anos e crianças menores de sete anos de idade deverão ser assistidas por uma equipe de saúde da família, agentes comunitários de saúde ou unidades básicas de saúde, que proverão os serviços necessários ao cumprimento das ações de responsabilidade da família.

Compartilhe esta notícia